1 min de leitura

Terça Feira, 18 De Fevereiro

Ai de mim, que peregrino em Meseque, e habito nas tendas de Quedar. (Salmo 120:5)

Peregrinação No Deserto


Com o Salmo 120 começam os “Cânticos dos Degraus”, que descrevem a sequência da peregrinação do remanescente de Israel. Ali encontramos a angústia do exílio, longe do santuário de Deus em Jerusalém, e lemos de maravilhosos caminhos para a libertação de um remanescente até o reinício do serviço a Deus. O cumprimento parcial desta profecia pode ser visto no retorno do exílio babilônico, mas o cumprimento final ainda está para acontecer.

Neste primeiro cântico vemos os israelitas tementes a Deus no exílio, envoltos em inimizade, violência e mentira. A expressão “Meseque” aponta para o norte distante, enquanto que “Quedar” aponta para o sul. Ali, os homens odeiam a paz; ali só querem guerra (vv. 6-7). Eles não têm coração para os exilados, porém, consagrados crentes.

Quando o Senhor operou o reavivamento dos últimos séculos levando muitos à fé viva, então Ele também deu compreensão sobre a vocação e a posição celestial da Sua Igreja. Antigamente muitos sentiam este mundo como um deserto, por haver rejeitado ao Senhor, crucificando-O. Muitos hinos daquele tempo expressam o sentimento dos crentes como peregrinos e estrangeiros no deserto.

Hoje, parece que às vezes não cantamos mais com tanta convicção estes hinos acerca do deserto. Isto não é motivo para um auto-exame? Nós nos sentimos bem nesta terra ou nosso coração realmente está direcionado para Cristo e para nossa pátria celestial?

 

Realizamos a obra com poucos recursos e precisamos do seu apoio para mantê-lo e expandi-lo. Ajude-nos a alcançar mais pessoas com a Palavra de Deus!

Faça uma doação para o Ministério Chamada

Extraído do livro devocional Boa Semente 2020, publicado pelo DLC.

Confira