1 min de leitura

Quinta Feira, 06 De Fevereiro

Por isso, irmãos santos, participantes da vocação celestial, considerai a Cristo Jesus, apóstolo e sumo sacerdote da nossa confissão. (Hebreus 3:1)

O Senhor Jesus Como Sumo Sacerdote


Neste versículo, o Senhor Jesus nos é apresentado como o Apóstolo e Sumo Sacerdote de nossa confissão (cristã). Um apóstolo é um enviado, e o Senhor foi enviado a nós por Deus. Mas, como Sumo Sacerdote, Ele foi à presença de Deus partindo de nós. 

Antigamente Deus falou a Israel pelos profetas, e assim, depois do encerramento dos dias das figuras, “a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho” (Hebreus 1:1-2).

O Senhor Jesus não só nos trouxe uma mensagem de Deus, mas Ele mesmo é uma mensagem. NEle, tudo o que Deus quis nos transmitir foi concluído. Um apóstolo assim só podia ser o próprio Filho de Deus.

Mas para ir à presença de Deus como o Sumo Sacerdote para os homens, Ele precisou se tornar Homem. “Por isso convinha que em tudo fosse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel sumo sacerdote naquilo que é de Deus” (Hebreus 2:17). Só quem conhece as circunstâncias humanas – o ser humano por experiência própria (“exceto o pecado”) – pode representar os homens diante de Deus.

Não vale a pena contemplá-Lo? NEle Deus tomou todas as providências para que nós, Seu povo celestial, alcancemos o fim de nossa vocação: o eterno descanso. Pensando nisso, não deveríamos ter a profunda consciência da absoluta segurança que possuímos?

 

Realizamos a obra com poucos recursos e precisamos do seu apoio para mantê-lo e expandi-lo. Ajude-nos a alcançar mais pessoas com a Palavra de Deus!

Faça uma doação para o Ministério Chamada

Extraído do livro devocional Boa Semente 2020, publicado pelo DLC.

Confira