1 min de leitura

Terça Feira, 21 De Janeiro

E não vos esqueçais da beneficência e comunicação, porque com tais sacrifícios Deus se agrada. (Hebreus 13:16)

Uma Mulher De Fé (2) (Leia 2 Reis 4:8-37)


O profeta Eliseu se hospedava com aquela família acolhedora. Deus honrou a devoção da dona da casa e, como não tinha filhos, lhe concedeu que desse à luz um filho. O menino cresceu, mas certo dia, quando estava no campo com seu pai, sentiu uma forte dor de cabeça. Ele foi rapidamente levado à sua mãe e morreu em seus braços. Essa mulher tinha apenas um recurso: o homem de Deus. A seu marido, que não compreendia o que ela fazia, respondeu: “Tudo vai bem”. Ela sabia que Deus, que havia dado o menino e tomado, poderia dar-lhe novamente. Nada podia detê-la, nem sequer Geazi, que perguntou: “Vai bem contigo?... Vai bem”, respondeu ela. Eliseu quis responder à súplica desta mulher enviando seu servo para reanimar o menino. Mas a mãe apenas lhe respondeu: “Vive o SENHOR, e vive a tua alma, que não te hei de deixar” (2 Reis 4:30). Ela não contava com o socorro de nenhum outro. Como resposta à ardente súplica de Eliseu, Deus devolveu a vida ao menino. Maravilhosa resposta à fé desta mulher, que encontrou seu filho ressuscitado. 

Para ela, apenas Eliseu, o homem de Deus, podia conseguir que o menino voltasse a viver. Eliseu, nessa circunstância, nos faz pensar no Senhor Jesus, único mediador entre Deus e os homens (1 Timóteo 2:5). “Em nenhum outro há salvação” (Atos 4:12).

“Cristo... me amou, e se entregou a si mesmo por mim” (Gálatas 2:20).

Concluído

 

Extraído do livro devocional Boa Semente 2020, publicado pelo DLC.

Confira