1 min de leitura

Sexta Feira, 14 De Fevereiro

Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. (Romanos 5:6)

Procurava A Morte E Recebi A Vida


Órfão de pai, e abandonado por minha mãe, eu fui levado para um orfanato com a idade de dez anos. A educação severa que recebi, sem nenhum amor, nada fez além de amargurar-me e tornar-me rebelde. Aos dezoito anos, maior de idade e livre, por fim pude viver como queria e desfrutar ao máximo de todos os prazeres. O álcool, as drogas e o desenfreio me levaram para a sarjeta da sociedade. Acabei na prisão; ao sair fui viver nas ruas durante vinte anos, na miséria e sem esperança alguma. 

Então, um dia um crente me ofereceu um Novo Testamento, cuja leitura não me trouxe nenhuma serenidade. Entretanto, os textos que falavam de um Deus de amor ficaram gravados em minha memória. Tentei, sem resultado, buscar a esse Deus nas igrejas e em peregrinações. Desanimado me afundei ainda mais nas drogas e no álcool. Tudo o que eu desejava era a morte e por isso tentei o suicídio. Mas um dia, que eu nunca esquecerei, tudo mudou. Enquanto mendigava na rua, dois jovens se aproximaram de mim e me falaram de Jesus, o Salvador, a única Pessoa capaz de tirar-me da miséria. Aquele foi o ponto de partida da minha nova vida. Todo o meu passado estava ali, diante de mim, negro como o carvão. Mas Deus, mediante Sua Palavra, me dava a conhecer o Seu perdão e o Seu amor perfeito no Senhor Jesus Cristo. Desde aquele dia eu sei que me ama e não tem deixado de demonstrá-lo.
Frédéric

“Miserável homem que eu sou! Quem me livrará do corpo desta morte? Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor” (Romanos 7:24-25).

 

Extraído do livro devocional Boa Semente 2020, publicado pelo DLC.

Confira