1 min de leitura

Sexta Feira, 17 De Abril

E os apóstolos davam, com grande poder, testemunho da ressurreição do Senhor Jesus. (Atos 4:33)

A Ressurreição (6): Vidas Transformadas


Atitude dos discípulos do Senhor Jesus:

- No momento de Sua prisão e morte, todos O abandonaram e fugiram. Pedro O negou (Mateus 26:56,70-74).

- Quando as mulheres regressaram do túmulo vazio, anunciaram Sua ressurreição aos discípulos: eles estavam céticos, tristes (Lucas 24:11,17) e temerosos (João 20:19). 

- Quando o Senhor Jesus apareceu vivo a alguns deles, uns O adoraram e outros duvidaram (Mateus 28:17).

- Ainda assim, no domingo de Pentecostes os discípulos foram cheios com o Espírito Santo. Que contraste! Proclamaram a mensagem do evangelho com ousadia para as multidões e aos chefes religiosos. Como resultado, milhares de pessoas foram acrescentadas à Igreja do Senhor Jesus Cristo (Atos 2:41; 4:4). E muitos outros também proclamaram esse evangelho da salvação. Quem lhes dava tal coragem, tal força, para que pudessem suportar serem perseguidos, presos, golpeados e até mesmo sacrificar suas vidas? O que foi que transformou a vida de um fariseu perseguidor dos cristãos, Saulo de Tarso, num apóstolo fervoroso do cristianismo? Era a segurança de que o Senhor Jesus havia triunfado sobre a morte, que havia ressuscitado. Essa vitória aponta para a salvação, para a paz no coração, para a força e para a extraordinária esperança da ressurreição do corpo (2 Coríntios 4:14), e a vida eterna para todos os que colocaram sua fé na obra da cruz. Cada domingo, no dia da ressurreição do Senhor, vinte séculos depois, os cristãos ainda se lembram dessa “boa notícia”.

Concluído

 

Realizamos a obra com poucos recursos e precisamos do seu apoio para mantê-lo e expandi-lo. Ajude-nos a alcançar mais pessoas com a Palavra de Deus!

Faça uma doação para o Ministério Chamada

Extraído do livro devocional Boa Semente 2020, publicado pelo DLC.

Confira