1 min de leitura

A paz que Jesus traz ao seu lar

À noite, quando ando pelas ruas e vejo as janelas iluminadas, fico pensando: que destino está escondido atrás de cada uma dessas portas? Amor ou ódio? Paz ou discórdia? Felicidade ou infelicidade?


Em paz me deito e logo adormeço, pois só tu, Senhor, me fazes viver em segurança.” (Salmo 4.8)

À noite, quando ando pelas ruas de nosso bairro e vejo as janelas iluminadas, fico pensando: que destino está escondido atrás de cada uma dessas portas? Amor ou ódio? Paz ou discórdia? Felicidade ou infelicidade? Acima de tudo, a questão que me preocupa é: Jesus Cristo já mora nesses lares? Os corações estão repletos com a sua paz... ou ainda estão vazios? Essas pessoas conseguem dormir “em paz” ou voltam-se de um lado para o outro com seu fardo de pecados e preocupações? E eu me pergunto: como posso contribuir para alcançá-las com as boas novas?

Voltando, então, para o meu lar, agradeço ao Senhor que eu – mesmo com minhas próprias falhas – posso reconhecer e viver desse seu amor. E eu lhe peço que continue abençoando aos meus queridos e a mim. Em um desses passeios vespertinos compus essa oração da noite, que você pode acompanhar:

Senhor, fica conosco na escuridão da noite
e coloca sobre nós a tua paz.
Ordene ao teu anjo que nos vigia,
por tua graça a nos proteger do mal.

Liberta os corações de problemas e fardos,
que na noite nada venha nos perturbar.
Agora, da plenitude que tu tens para nós,
o poder consolador do teu amor queira nos dar.

Perdoa, Senhor, tempo vivido somente para nós,
e a ti e ao próximo abandonamos.
Limpe-nos da culpa presa às nossas mãos
para que de novo segurar a tua mão possamos.

Com bons pensamentos e contigo falando
em paz termine o nosso dia.
Na luz ou nas trevas – Senhor, estás presente
dando vigor para o novo dia. Amém.

Lothar Gassmann

 

Confira