1 min de leitura

25 de Janeiro

"Bendito o homem que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor." (Jeremias 17.7)

Temos de aprender a confiar total e incondicionalmente no Senhor: "...ele é escudo para todos os que nele se refugiam." Decepções com as pessoas com as quais convivemos não deveriam nos levar à amargura, mas nos conduzir à correção e à convicção: "Não confiei no Senhor, me agarrei em pessoas." Quando desmorona tudo aquilo que você construiu como infra-estrutura durante toda a sua vida, não desanime. As Sagradas Escrituras advertem: "Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande galardão." Deus vai derrubando mais e mais as escoras terrenais em que nos apoiamos, para que tenhamos a Jesus, a Jesus somente!

Não é por acaso que Abraão se tornou o pai da fé. Deus foi tirando dele todas aquelas coisas nas quais ele se apoiava. Na época em que vivemos agora, a qual vai ficando cada vez mais escura por estarmos nos tempos finais, temos muitas oportunidades de honrar ao Senhor através de uma confiança sem restrições. Por isso, oremos assim: "Socorro, Senhor! porque já não há homens piedosos; desaparecem os fiéis dentre os filhos dos homens."

Wim Malgo

 

Confira